google.com,pub-9597097359230576,DIRECT,f08c47fec0942fa0 google.com,pub-9597097359230576,RESELLER,f08c47fec0942fa0

STF nega ação de Bolsonaro contra estados

O ministro do STF Marco Aurélio de Mello negou a liminar do Governo Federal contra as medidas restritivas nos estados. O presidente do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio Mello (Marco Aurélio Mello), na terça-feira (23) se recusou a contestar o presidente Zal Bolsonaro (sem contar os partidos políticos) contra o Distrito Federal, o Estado da Bahia e a Riog A Ação Direta pelo Ato Inconstitucional (Adin) do decreto do Governo do Estado de Rand foi negado. Diante da nova escalada da pandemia Covid-19, as restrições ao movimento de pessoas foram aumentadas. Marco Aurélio não considerou o mérito de Aden em sua decisão e rejeitou a ação por ter sido apenas proposta e assinada pelo presidente Bolzanaro, não havendo Advocacia Geral daUnião (AGU) Ou a assinatura de qualquer advogado. A Personalization Alliance deve representantes judiciais e práticas judiciais ao representante principal. O ministro escreveu em sua decisão: “Considerando os erros graves, a higiene processual não é adequada”. “Dada a experiência da democracia, é inadequada em todos os aspectos. Esta é a visão do totalitarismo. O Presidente da República tem a maior liderança.

Saiba mais em: youtube.com/bandjornalismo

#bandjornalismo #bandnewstv #bandnews20anos #STF #Bolsonaro

You May Also Like